Novidade: parcele suas compras com cartão de crédito em até 3x sem juros

Sanfoneiro no sertão (p/ parede) - M.S.C
Sanfoneiro no sertão (p/ parede) - M.S.C
Sanfoneiro no sertão (p/ parede) - M.S.C

Sanfoneiro no sertão (p/ parede) - M.S.C

Preço normal R$ 245,00
Preço unitário  por 

Autoria: Maria Socorro Cândido - M.S.C

Matéria-prima: barro

Tamanho: 19 x 19 x 3 cm

Localização: Juazeiro do Norte (CE)

 

A Família Cândido, que fez história na arte popular brasileira, começou a produção de cerâmica muito por acaso na zona rural de Juazeiro do Norte (CE). Há mais de 50 anos, Maria de Lourdes Cândido (1939-2021), na tentativa de entreter seus 11 filhos, encontrou a solução no barreiro próximo de sua casa, onde o gado bebia água: modelar pequenos bichos para as crianças brincarem.

Aos poucos, Dona Maria foi criando placas policromadas em alto relevo com cenas do cotidiano no Cariri, como casamentos, reisados, santos, forrós, festas populares, indígenas, caçadores, presépios, romarias, trabalhadores rurais, Lampião, rendeiras, casais, bandas de pífano, anjos, figuras fantásticas, entre tantos outros. Sob influência dos programas de televisão, a matriarca se inspirava para criar temas que não eram necessariamente próximos a ela, mas conquistavam compradores da região.

Transmitiu seu conhecimento para 9 filhos, netos, noras e genros, com destaque para as filhas Maria Cândido Monteiro (MCM) e Maria do Socorro Cândido (MSC), que passaram a produzir com suas preferências. A mãe e as duas filhas ficaram conhecidas como “As Marias de Juazeiro”.

Em 2004, MLC, como assinava, recebeu o título de Tesouro Vivo da Cultura Tradicional Popular do Ceará e, em 2013, foi condecorada com a Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura. Suas obras foram expostas na França, Alemanha, Holanda, México, Estados Unidos e Portugal.